Resenha - The Last Flight of Poxl West

09:53:00

O post programado para sair hoje era outro, mas, quando eu terminei de ler esse livro, o tiro emocional foi tão grande que eu simplesmente não conseguia pensar em nada além das aventuras de Poxl West.


Título: The Last Flight of Poxl West
Autor: Daniel Torday
Editora: St. Martin's Press
Páginas: 304
Ano: 2012
CLASSIFICAÇÃO:
Eu descobri esse livro abençoado em março do ano passado, quando John Green manifestou o seu amor por ele no Twitter.


Depois de tweets tão apaixonados e de uma resenha tão positiva do The New York Times, eu fiquei me coçando para ler o livro. O único problema é que ele simplesmente não existe aqui no Brasil!! Em um momento de fraqueza, fiz o download ilegal, mas amei tanto o primeiro capítulo que apaguei o arquivo e pedi de presente para uma tia minha que mora nos Estados Unidos.


O livro conta a história de Elijah, um adolescente judeu que idolatra seu avô postiço, Poxl West. Poxl teve um papel fundamental durante seu processo de amadurecimento, ele levava o menino a museus, teatros, óperas e, no fim do dia, lia para ele partes da biografia que estava escrevendo. Nela ele reconta seus dias como piloto da Força Aérea Real Britânica durante a Segunda Guerra Mundial.

Elijah  vê em seu "tio" o herói judeu que tanto anseia, o modelo de conduta que ele sempre quis ver nos livros de história. Um judeu, que depois de perder pessoas amadas para os nazistas, resolve se vingar e entrar na guerra para devolver o troco.

A história se alterna entre o ponto de vista do Elijah de 2015, refletindo sobre os acontecimentos e fatos do Elijah de 1986, e trechos da biografia que retomam a jornada de Poxl West desde sua vida familiar em Leitmeritz, sua partida para Rotterdam no princípio da Guerra e sua jornada até a RAF em Londres.

É um livro com apelo emocional muito grande, e o estilo narrativo de Torday torna as perdas dos personagens muito mais difíceis para o leitor. Enquanto lia as páginas, sentia como se Elijah e Poxl estivessem aqui comigo, contando suas experiências, alegrias e dores. É um livro incrível que merece ser descoberto por mais pessoas.

“At times, always unexpected, the flames of the past will come and burn a hole in my day.” 

“I had only acted and acted and acted and acted, some delusional anti-Hamlet acting instead of thinking. And now every one of my thoughts was retrospective, as if I'd set out on a new life with my gaze cast ever backward.”

“Perhaps if I had then, if I'd admitted that feeling, things might have gone differently in the days ahead. But the smallest thing can change us if we let it, and I did not speak. The cloud blew past, left the sun, and our world again warmed.” n a new life with my gaze cast ever backward.” 

Faça um autor feliz:
Além de talentoso, o autor é super simpático. Então se você tiver a chance de ler esse livro, não deixe de mandar um tweet para o Daniel Torday!




You Might Also Like

0 comentários

Instagram

Seguidores